Lidando com as Emoções

Nós, seres humanos, somos dotados de emoções, que estão presentes em todos os instantes da nossa vida.
É assim na infância, na adolescência (onde elas se afloram e presenciamos um verdadeiro turbilhão), na fase adulta e até na velhice.
Não importa a idade ou a situação, os sentimentos sempre vão nos acompanhar.
Eles podem ser positivos e negativos, previsíveis ou chegar de surpresa.
Alguns de nós podem ter mais facilidade em expressá-los, enquanto outros tentam escondê-los.
Mas você sabe compreender e, mais do que isso, controlar as suas emoções?
Ter a gestão dos nossos sentimentos é muito importante para que possamos nos compreender melhor, ressignificar sensações ruins e respeitar os nossos próprios limites em diferentes situações.
Quer saber como fazer isso? Então, não perca uma só linha deste artigo que produzimos especialmente para você.

O que significa EMOÇÃO?

A emoção é uma sensação que pode causar até mesmo impactos físicos, provocados por estímulos de diferentes naturezas. Eles podem ser sentimentos ou episódios específicos.
Vivenciar uma emoção, no entanto, é uma experiência bastante particular: assim como você pode sentir ela de uma forma, outra pessoa pode demonstrar de uma maneira diferente.
A alegria, por exemplo, pode trazer reações físicas como o sorriso e o aumento dos batimentos cardíacos, assim como também alteração na respiração e até choro.

Quantas emoções sentimos?

Você já parou para pensar quantas e quais são as emoções que sentimos?
Um grupo de pesquisadores do Laboratório de Interação Social da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, fez um estudo sobre o assunto e matou essa charada.
Depois de observar mais de dois mil vídeos na internet que retratavam as reações humanas e pedir que eles fossem vistos por 853 pessoas, os cientistas chegaram à conclusão de que nós somos capazes de expressar 27 tipos de emoções principais.

Como as emoções se manifestam?

emocoes como se manifestam
As emoções, sejam elas primárias ou secundárias, podem se manifestar das mais diversas maneiras.
Nossas ações, expressões e vozes são exemplos de demonstrações possíveis.
Assim como a tristeza está ligada ao choro e à melancolia, a alegria tem a ver com o sorriso e o brilho nos olhos.
Se o medo pode tirar o seu sono e deixar você paralisado, a raiva pode fazer a sua pele corar e o seu sangue subir.
Até a mesma emoção pode provocar sensações diferentes.
Você pode bocejar de tédio, enquanto outra pessoa talvez busque fazer algo diferente para ocupar o seu tempo ocioso.

Qual a diferença entre emoção e sentimento?

Muitas vezes, inclusive ao longo deste artigo, usamos as palavras emoção e sentimento como sinônimos.
Mas será que elas realmente querem dizer a mesma coisa?
Na verdade, os termos têm pequenas diferenças, ainda que sutis.
Enquanto o sentimento é mais voltado para o interior, a emoção é a forma pela qual essa sensação é externalizada.
Podemos dizer que demonstrar emoções é sinal de ter sentimentos.
Por isso, o uso aquela expressão “pessoa sem sentimentos” para denotar um ser humano frio não se aplica muito.

Qual a importância de possuir o controle das emoções?

emocoes qual importancia possuir controle
Muitas pessoas acreditam que todas essas emoções acontecem de forma involuntária e, para alguns, pode até ser que seja assim.
No entanto, pode ser diferente. Aliás, é importante que seja.
É de fundamental importância sabermos controlar o que sentimos. Trata-se de uma maneira de se autoconhecer e entender o que se passa dentro de si mesmo.
Controlar nossos sentimentos tem tudo a ver com uma competência chamada inteligência emocional, inclusive.
Ao desenvolvê-la, é possível administrar o que sentimos e usar essas emoções ao nosso favor.
Mas se você ainda não desenvolveu a sua, não tem problema. Existem diferente formas de chegar lá.

Como controlar as emoções de forma positiva?

emocoes como controlar forma positiva
Agora que você já sabe com quem contar, que tal conferir algumas dicas para controlar as suas emoções de forma positiva?

– Atente-se para a forma como se sente

Para você controlar as suas emoções, primeiro precisa se conhecer.
Com isso, queremos dizer que você deve prestar atenção nos mínimos detalhes sobre como se sente perante determinadas situações e tentar entender o porquê disso.
Entender seus sentimentos e o que eles desencadeiam é o início do desenvolvimento da sua inteligência emocional.
Em conjunto, você ainda vai ter noções de autoconfiança e autocontrole.

– Questione-se em relação ao seu comportamento

Como já dissemos, nós lidamos com muitas das nossas emoções inconscientemente.
Estamos tristes, felizes, com raiva e com medo sem, muitas vezes, saber o motivo.
Então, é chegada a hora de começar a se questionar sobre isso.
Algumas perguntas podem ajudar:

  • Desde quando eu comecei a me sentir assim?  
  • Já me senti assim outras vezes?
  • Quando foi que esse sentimento se repetiu?

Ao tentar encontrar respostas, você vai refletir sobre o que o levou a estar daquele jeito e, consequentemente, estará a um passo de entender a relação entre os dois eventos.

– Assuma responsabilidade sobre suas emoções

Digamos que você chegue à conclusão de que está triste porque brigou com um amigo.
Na sua cabeça, ele foi duro e não soube escutar a sua versão da história.
Logo, você está atribuindo a terceiros a responsabilidade das suas emoções.
E aí, nós perguntamos: como controlar os seus sentimentos se eles são de autoria do outro?
Não tem como, não é mesmo?
Então, o que você precisa fazer é assumir a “culpa” pelo que está sentindo. Ou seja, entender o que lhe cabe, de fato, daquela situação.
Assim, terá mais chances de tomar as rédeas das suas emoções.

– Aja de forma consciente

Quando você começa a ter um controle maior das suas emoções, já passa a agir de forma mais consciente, dosando as suas reações em cada momento da vida.
É a sua chance de tomar decisões mais positivas e evitar toda aquela carga negativa que surgia quando você não era capaz de administrar o que sentia.

– Faça desse processo uma busca contínua

Se você conseguiu chegar até o passo anterior, ótimo. Mas ainda não acabou.
É preciso fazer desse processo um hábito e transformar a inteligência emocional em uma busca contínua.
Por isso, siga racionalizando as suas emoções.
Isso vai permitir que a sua consciência esteja sempre em monitoramento e você poderá fazer os reparos necessários para seguir evoluindo, sem pausas bruscas ou solavancos.

Dicas de práticas simples para cultivar emoções positivas

emocoes dicas de praticas simples cultivar positivas
Cultivar emoções positivas pode ser mais fácil do que você imagina.
Quer saber como isso é possível? Então, não deixe de conferir mais algumas dicas.

– Se envolva com alguma causa social

Criar engajamento com algo no qual você acredita é uma ótima forma de cultivar emoções positivas.
Quem luta por um ideal e procura fazer a diferença para mudar uma realidade não tem espaço para externar sentimentos ruins.

– Pratique a meditação

Outra prática simples é a meditação.
Por meio dela, é possível desenvolver o autoconhecimento, ferramenta que, como vimos, é vital para o controle das nossas emoções.
Quem sabe administrar bem seus sentimentos também sabe usá-los de forma positiva e para o bem.

– Faça alguma atividade física

A meditação não é a única atividade que ajuda a cultivar as emoções positivas.
Qualquer exercício físico aumenta o nosso grau de consciência e atenção, propiciando satisfação e um sentimento de felicidade em que está praticando.

trecho extraído do artigo https://www.sbcoaching.com.br/blog/emocoes/#:~:text=Esta%20teoria%20define%20raiva%2C%20medo,todo%20o%20ser%20humano%20sente.

The following two tabs change content below.

Portal Zen Daat

Somos um Portal que traz luz, cura e oportunidades de troca, equilíbrio e paz interior.

Últimos post de Portal Zen Daat (ver todos)

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*